domingo, 8 de julho de 2012


Me deseje que aconteça, 
uma coisa qualquer maravilhosa, 
que me faça acreditar em tudo de novo, 
que me faça acreditar em todos de novo, 
que leve para longe da minha boca esse gosto podre de fracasso, 
de derrota sem nobreza.

(Caio Fernando Abreu)

Nenhum comentário:

Postar um comentário